Sadiq Khan pede Boris Johnson que ordene o fechamento de locais de culto


Pedido se deve ao grande aumento de casos de COVID-19 observado nas últimas semanas em Londres

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, declarou que todos os locais de culto na capital devem fechar imediatamente devido aos riscos de infecção de Covid. Atualmente já há diversas igrejas, mesquitas e sinagogas fechando suas portas por iniciativa própria.

Em carta a Boris Johnson na qual ele expõe suas razões para declarar um "grande incidente" em Londres, o prefeito solicitou que o Primeiro Ministro ordene o fechamento de locais de culto como uma das medidas para enfrentar a crise.

De acordo com as orientações publicadas pelo governo em relação ao novo lockdown imposto recentemente, locais de culto na Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte podem permanecer abertos. Já o governo escocês ordenou que todos os locais de culto fossem fechados naquele país.

Segundo o jornal The Guardian, as catedrais de Blackburn e Derby anunciaram na última sexta-feira que estavam suspendendo o culto público após advertências severas das autoridades de saúde sobre o aumento das taxas de infecção e aumento da pressão sobre os hospitais.

Conforme disse Peter Howell-Jones, reitor de Blackburn, “foi uma decisão difícil de tomar mas, no interesse da saúde pública, nossa determinação é de trabalhar em conjunto para ver a supressão da pandemia de Covid. Espero que as pessoas entendam nossa necessidade de agir neste momento” .

Peter Robinson, reitor de Derby, disse que “Para servir ao bem comum, manter as pessoas seguras e proteger nossos trabalhadores da linha de frente, precisamos fazer esse sacrifício temporário e oportuno, para que dentro de pouco tempo possamos todos nos reunir para adorar novamente.”

Essa mudança nas catedrais teria acontecido dois dias depois que os bispos de Barking e Chelmsford insistiram que as igrejas em Essex e o leste de Londres passassem a realizar seus cultos online.

Número de pessoas registradas em Londres com COVID-19 desde o início da pandemia. Fonte: data.gov.uk

“Temos algumas das piores taxas de infecção em todo o país”, disse um porta-voz. “Esta é uma decisão muito difícil de tomar, mas necessária para proteger os mais vulneráveis ​​e o NHS.”

As principais denominações cristãs da Irlanda do Norte anunciaram que suas igrejas deverão permanecer  fechadas até pelo menos o início de fevereiro. Essa decisão veio depois que várias paróquias já haviam tomado decisões locais de fechar suas portas.

“Não queremos fechar, mas é a coisa certa a fazer e o fazemos para o bem-estar dos outros”, disse a reverenda Cheryl Meban, da igreja presbiteriana, à BBC.

Mesquitas nos bairros londrinos de Harrow, Redbridge, Hackney e Leyton, bem como em Cambridge e Woking, também fecharam suas portas nos últimos dias.

Steven Wilson, chefe executivo da United Synagogue, que representa mais de 60 congregações judaicas no Reino Unido, disse estar diante de uma decisão agonizante sobre fechar ou não nossas sinagogas.

Ao escrever para o Jewish Chronicle, ele disse que as comunidades locais estariam em melhor posição para decidir o que era certo, mas acrescentou: “Muitos de nossas sinagogas já decidiram fechar e nós os apoiaremos”.

Enquanto isso, Ephraim Mirvis, o rabino-chefe, disse aos judeus em um vídeo postado no Twitter: “Quando uma vacina é oferecida a você, você tem o imperativo religioso de tomá-la para cuidar de si mesmo e daqueles ao seu redor”.

Fonte: Jornal The Guardian

E você? É contra ou a favor do fechamento de locais de culto no Reino Unido? Deixe-nos saber sua opinião nos comentários.


No comments:

Post a Comment

Follow by Email-desc:Subscribe for Free to get all our newest content directly into your inbox.